Encontro Paroquial da OASE


O dia 1º de maio foi uma data muito especial para as mulheres da Paróquia de Pato Branco. Neste dia aconteceu o Encontro Paroquial da OASE. Durante todo o dia estiveram reunidas cerca de 80 mulheres na comunidade de Bugre Alto -  a anfitriã do evento.

O Pastor Mário conduziu a reflexão sob o tema “Comunhão – Testemunho – Serviço: Eu vivo OASE”, apontando para ações bem concretas. Surgiram perguntas desafiadoras como: O que podemos fazer para que mais pessoas participem da comunidade e grupo? Como podemos envolver melhor as mulheres que já participam, e ainda, alcançar outras além do grupo?

Por meio da base bíblica de Atos 2.42-47 e Romanos 12.4-5 refletiu-se sobre a missão de ser igreja, e igualmente de ser OASE. Os primeiros cristãos tinham uma íntima comunhão com Deus e com os irmãos e irmãs na fé. A comunhão provocou envolvimento e participação. Prevaleceu uma participação ativa de solidariedade diante de necessidades alheias. Eles “perseveravam nos ensinamentos dos apóstolos, na comunhão, no partir do pão e nas orações”. Procuravam fazer diferença também para além do grupo. A participação dos primeiros cristãos dava entendimento que eles formavam um “corpo” que se movimenta a partir da contribuição de cada membro.
 
Nesta linha de reflexão, o Apóstolo Paulo compara os membros da igreja como membros de um “Corpo”. A Palavra bíblica lembra que a igreja, comunidade, grupos, como a OASE, são formados por membros chamados/as a participar, cooperar, servir a partir dos dons que receberam.

Considerando os textos de Atos e Romanos, podemos entender que uma comunidade ou grupo, formado por pessoas diferentes, somente caminha bem quando todos/as se movimentam e colaboram entre si. O movimento e a colaboração está diretamente ligado ao tema: “Comunhão, Testemunho, Serviço: Eu vivo OASE”.

Surgiu ainda, uma outra pergunta refletida e discutida em grupos: O que podemos fazer como grupo de OASE ou comunidade para contribuir principalmente na missão do “serviço”?

A avaliação e planejamento sobre o jeito de ser OASE ficou muito enriquecida, principalmente sobre a prática do “serviço”. No encontro foi lembrado que Deus nos confiou uma missão que vai muito além do grupo. Uma missão que vai para além dos “muros”. Deus, por meio da sua Palavra, continua chamando pessoas, tocando vidas para que entendam o sentido de ser membro e ajudem com ações solidárias. Ações que vão fazer muita diferença para quem a faz, mas principalmente para quem a recebe.

O Tema desenvolvido teve o objetivo de animar a fortalecer os grupo e membros de comunidades a criar novas maneiras de servir, oferecendo oportunidades envolventes, para que todos/as contribuam com seus dons.

A vida do grupo revela a riqueza da diversidade existente sem abrir mão da importância da comum-união destacando que Jesus Cristo é o alvo, o centro, na vida do grupo e comunidade. Cristo é o Senhor da igreja. Nele existimos e resistimos. Confiamos que Deus vai ajudar na ação do Espírito Santo a fortalecer e ampliar a Comunhão, Testemunho e Serviço, a contribuir com toda a riqueza de dons, de maneira que todos/as digam com alegria: “Eu vivo OASE”.

Durante a tarde tivemos brincadeiras, jogos de integração e momentos importantíssimos de comunhão. Foram eleitas e instaladas a Coordenadora e Vice-Coordenadora Paroquial da OASE para uma gestão de 2 anos.

Agradecemos à Comunidade de Bugre Alto que nos acolheu com muito carinho em suas dependências. Agradecemos também ao Grupo de Jovens da Comunidade que animou o encontro com músicas e dinâmicas.

Confira alguns vídeos das dinâmicas e jogos recreativos:



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DIA PAROQUIAL DAS CRIANÇAS NA COMUNIDADE PRESIDENTE KENNEDY - VERÊ

IV Dia Sinodal da Igreja do Sínodo Rio Paraná

CONTAGEM REGRESSIVA PARA OS 500 ANOS DA REFORMA LUTERANA