Dia de Comunidade em Bugre Alto - Chopinzinho


Como cristãos, reconhecemos que Deus se revela e se relaciona na história. No Antigo Testamento de diversas formas. Novo Testamento a revelação especial de Deus aconteceu e acontece em Jesus Cristo. Nele Deus se encarna na história humana. Deus ouve o clamor do seu povo e se põe a caminho com este povo. Por meio de Cristo, Deus manifesta a sua vontade e os seus propósitos para com a humanidade. 

Rememorar esta história significa testemunhar o modo pelo qual homens, mulheres, jovens e crianças experimentaram a sua fé em Deus nos mais diversos contextos e nas mais diversas épocas. Deus sempre tomou a iniciativa, buscou aproximação com o ser humano. Ele espera que estes se relacionem e continuem transmitindo de geração em geração os feitos salvíficos de Deus.

O Tema do Ano de 2013 (SER, PARTICIPAR, TESTEMUNHAR: Eu vivo Comunidade) quer nos animar a perceber essa vida de Relação e Confiança com Deus. Não somente animar, mas também provocar, para que, inspirados em Jesus, cumpramos com a Palavra que diz: “Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2).

A partir desta motivação, no dia 24 de agosto a Comunidade de Bugre Alto se reuniu para celebrar e vivenciar o Dia de Comunidade. Iniciamos na parte da manhã louvor, meditação na Palavra de Deus e uma Palestra sobre o Tema do Ano, preparada pelo P. Mário e conduzida pelo PPHM Marcelo. As mulheres da OASE estiveram à frente da organização do evento, contribuindo com a ornamentação e limpeza do espaço, bem como na alimentação. O grupo de jovens contribuiu com através do louvor, animação, jogos, dinâmicas e outras brincadeiras.

Tivemos um dia muito agradável na companhia de irmãos e irmãs na fé. Deus nos motivou para que sejamos seus instrumentos, participando na vida da Comunidade e testemunhando em ações concretas no dia-a-dia.

Animamos pelas palavras do profeta Isaías (“Eu sou o seu Deus. Eu lhes dou forças, ajudo e protejo com a minha forte mão” (Is 41.10), que Deus ajude nossa Comunidade a se sentir cada vez mais motivada para viver o Evangelho em Palavra e Ação. Que Deus nos ajude a refletir e contribuir com toda a riqueza de dons para que todo contribuam fortalecendo a Igreja de Jesus Cristo na ação do Espírito Santo.  Amém!

Mensagem XXVII Assembleia do Sínodo Rio-Paraná

Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos. Filipenses 4.4

SER, PARTICIPAR E TESTEMUNHAR! Essas palavras do tema do ano da IECLB serviram de base nos dias 17 e 18 de Agosto, em São Jorge D’Oeste-PR, onde estávamos reunidos e reunidas, para 17ª Assembleia do Sínodo Rio Paraná. Esses três verbos são imprescindíveis para nós, filhos e filhas de Deus, chamados e chamadas a fazer missão onde estamos: inseridos numa realidade com dificuldades e desafios!

SOMOS (SER) as mãos de Deus que servem com amor, com dedicação e com alegria. Somos um Sínodo de diversidade geográfica, cultural, étnica e teológica. Nosso testemunho de fé foi provocado desde meditação inicial, colocando-nos perante a dura realidade em que devemos ser e fazer a diferença, como cristãos e cristãs.


PARTICIPAR: “Eu vivo comunidade!” Com essa frase, a Pa. 2ª Vice-Presidente Silvia Beatrice Genz instigou a refletirmos sobre de que forma colocamos as nossas mãos à disposição do SER e do SERVIR nas comunidades. Isso também se fez presente no relatório do P. Sinodal Lauri R. Becker, que nos levou a olhar para o nosso passado, presente e futuro de como ser Igreja nessa atualidade marcada por desigualdade, violência, consumismo e corrupção. O servir a Deus com alegria transpareceu no decorrer da Assembleia, na qual foi apresentado o que muitas mãos fizeram em seus departamentos, conselhos e comunidades. Participando com nossos dons, tempo, talentos e contribuindo com fé, gratidão e compromisso.

Houve muitos TESTEMUNHOS de alegria, crescimento, edificação e anseios de nossas comunidades. Impulsionando, assim, a implantação do Plano de Ação Missionário da IECLB (PAMI). Fomos motivados também por esses TESTEMUNHOS, frutos do PAMI. A campanha Vai e Vem nos lembra que Deus espera de nós corações agradecidos e mãos generosas. Assim, somos envolvidos de tal maneira na missão, sendo agentes e alvos da mesma, pois vivemos comunidade.


Jesus nos diz: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7.38). Por isso, devemos colocar nossas mãos e nossa vida a disposição de Deus a fim de que sejamos canais que possibilita a outras pessoas o acesso à água da vida. Há um poema que retrata: Deus não tem mãos, apenas as nossas mãos para fazer missão. A Assembleia Sinodal quer motivar a colocarmos nossas mãos a serviço do anúncio do Evangelho. Sirvamos ao Senhor com alegria!

Noite do Pijama

“Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus” (2 Tm 2.1). 

A Graça em Jesus Cristo promove comunhão e nos incentiva a prática. Levando esta Palavra em consideração, no dia 10 de agosto a Comunidade de Bugre Alto promoveu a “Noite do Pijama”. Um encontro direcionado para as crianças da comunidade que contou também com a participação de Orientadores/as do Culto Infantil, integrantes do Grupo de Jovens, pais e mães.

Tudo começou com um pedido de uma das crianças participantes do culto infantil: “Quando vai ser a noite do pijama?”, na verdade isso não foi um pedido simples como aqueles que fazemos: Será que existe a possibilidade de fazer uma noite do pijama? Ou, a gente poderia fazer uma noite do pijama?

Esta criança queria saber o dia! Então foi marcada uma data possível para este encontro acontecer, e, a partir daí este desejo não foi mais de uma criança, mas de um grupo de crianças. Depois veio outra preocupação, será que este dia não vai ser muito frio para elas? Será que o meu filho(a) vai dormir fora de casa? Ele(a) nunca fez isso antes! E o resultado: foi tudo o que nós não queríamos, mas tudo o que as crianças esperavam.

Uma noite fria, para nós adultos uma noite para ficar em casa no aconchego do quente lar, mas para as crianças a noite do pijama. Timidamente as crianças foram chegando com seus colchões e cobertores e de repente já tínhamos várias delas.

Demos início com uma acolhida feita muito bem pelo pastor Mario, cantamos algumas musicas alegres com gestos e então passamos a confeccionar os cartões a serem entregues aos pais no culto do outro dia, dia dos pais. Os cartões tinham a cara das crianças, coloridos e cheios de sentimentos de amor por seus pais. Depois de colorirem os cartões passamos a duas dinâmicas, onde orientadores e crianças brincaram juntos, digo, voltaram a ser crianças. Cantamos e dançamos novamente com o auxilio do grupo de música da JE e terminamos com uma fila na porta da cozinha, onde todas as crianças lavaram as mãozinhas e se deliciaram com um cachorro quente.
 
Depois do jantar foi ensaiada a homenagem aos pais, um jogral que foi apresentado durante o culto. E em seguida, apresentado pelo grupo da JE um teatro de fantoches titulado por “o filho pródigo” gerando ensinamento as crianças. Cantamos e dançamos, dançamos e cantamos até cansar. Arrumamos as camas na cozinha, lugar mais quente do pavilhão e colocamos as crianças para assistir alguns filminhos direcionados a elas e fomos dormir. Dormir mesmo.

No domingo, dia 11 de agosto, foi organizado aquele café da manhã, ensaiada a apresentação do jogral novamente e fomos para o culto mostrar para os pais e comunidade que tudo valeu a pena, que é bom se encontrar com Deus e participar da comunidade. Todas as crianças participaram no Culto com uma mensagem e cantos parabenizando os pais.

Agradecemos à Comunidade de Bugre Alto pela iniciativa, investimento, pela contribuição na forma dinâmica de transmitir a mensagem, pela preparação da alimentação, por dormirem juntos com as crianças. Agradecemos aos orientadores/as, ao grupo de jovens e todos/as que de uma ou outra maneira colaboraram.